Britânica é condenada por 'batizar' com laxante mingau de marido infiel

Carlisle
Image caption Justiça aceitou que Lynn agiu sem intenção de causar 'dano sério'

Uma mulher que adicionou grandes quantidades de laxante ao mingau do marido infiel foi considerada culpada e cumprirá pena de 12 meses em liberdade condicional na Grã-Bretanha.

Lynn Kelly, 54, tentou enganar John, 58, trocando sua mistura de proteína em pó por 12 saquinhos de laxante, depois que ele revelou estar tendo um caso extra-conjugal em março.

Na segunda-feira, ela disse à Justiça em Carlisle, no norte da Inglaterra, que queria dar uma lição ao marido quando ele estivesse na companhia da nova namorada.

Segundo os promotores, John, um fisiculturista que chegou a se qualificar para um campeonato mundial, havia revelado o caso à esposa com o objetivo de "humilhar" Lynn.

Eles disseram que a mulher agiu "em um estado de considerável estresse e raiva".

Entretanto, John, atualmente divorciado Lynn, desconfiou da troca porque achou que o mingau estava com um cheiro diferente.

Lynn admitiu ter agido com intenção de machucar, agredir ou irritar, mas insistiu que não pretendia causar nenhum "dano grave" ao parceiro.

Ao proferir a sentença, a juíza Barbara Forrester aceitou a argumentação da ré que, apesar de considerada culpada, poderá cumprir a pena em liberdade condicional pelo período de 12 meses.