Irmãs e amigos de brasileira assassinada no México protestam em LA

Carla Burgos, irmã de Monica Burgos
Image caption Carla Burgos participou do protesto pedindo justiça para a irmã

As irmãs e um grupo de amigos da brasileira Monica Burgos, assassinada no México em abril passado, protestaram contra a demora das autoridades americanas em extraditar o marido dela, Bruce Beresford-Redman, apontado como o principal suspeito.

Na quinta-feira à tarde, dezenas de pessoas fizeram uma passeata até uma corte federal em Los Angeles, onde vivia Monica, exigindo justiça.

A polícia mexicana pediu a extradição de Bruce um mês atrás, para questioná-lo, apesar de ele não ter sido indiciado no crime. Segundo investigadores mexicanos, Monica foi morta por asfixia.

O corpo de Monica foi encontrado no último dia 8 de abril, em uma caixa d’água no hotel Moon Palace, em Cancún, onde o casal passava férias com a família.

Na ocasião, Bruce chegou a ser preso e interrogado pela polícia mexicana, mas foi solto poucos dias depois, enquanto continuavam as investigações.

Ele deixou o México pouco antes de as autoridades locais tentarem prendê-lo, alegando problemas familiares.

As irmãs reclamam da lentidão da Justiça americana e da demora em extraditar o marido da brasileira para o México.

“Estamos cansadas de esperar”, disse a irmã Jeanne Burgos. “Não é justo. Exigimos que as autoridades americanas façam o que têm que fazer. Não estamos pedindo nada além de seu dever.”

A promotoria de Los Angeles afirma que ainda não recebeu nenhum pedido referente ao caso, apesar de o mandado de extradição ter sido entregue à embaixada americana no México um mês atrás.

Bruce Beresford-Redman, ex-produtor do reality show Survivor, da rede americana CBS, e do programa Pimp My Ride, da MTV, continua vivendo na casa em que morava com Monica, em Rancho Palos Verdes, na Califórnia, com os filhos do casal.

Ele nega qualquer envolvimento com a morte da mulher e seu advogado já disse que vai brigar contra a extradição.

Monica Burgos era carioca naturalizada americana e vivia nos arredores de Los Angeles, onde era proprietária do bem sucedido restaurante brasileiro Zabumba.

Notícias relacionadas