Britânico é indenizado após ser chamado de pedófilo por ex-amigo no Facebook

Image caption A imagem foi publicada no Facebook por cerca de 24 horas

Um cozinheiro na Grã-Bretanha foi condenado a pagar uma indenização de 10 mil libras (equivalentes a R$ 27 mil) por ter publicado fotos manipuladas de um ex-amigo no site de relacionamentos sociais Facebook que sugeriam pedofilia, de acordo com o jornal britânico Daily Mail.

Jeremiah Barber, de 24 anos, fez uma montagem com uma foto de Raymond Bryce, da mesma idade, junto a uma imagem pornográfica envolvendo crianças.

"Ray você gosta de crianças e você é gay, aposto que vai adorar essa foto, haha", disse a legenda publicada por Barber.

O juiz do caso considerou que apesar de Barber ter retirado a imagem cerca de 24 horas após a publicação, ela pode ter sido vista por milhares de pessoas, além de ter sido copiada para sites de pedofilia.

Os dois amigos desentenderam-se após Barber não ter pago, em 2008, um empréstimo de 80 libras (cerca de R$ 200) e Bryce ter acionado um serviço de cobrança para reaver a quantia.

A foto foi publicada nesta época no Facebook.

Bryce, que nega ser pedófilo ou homossexual, diz que temeu ser alvo de represálias de grupos que combatem pedófilos que poderiam pensar que “não há fumaça sem fogo”, segundo o jornal.

Além da quantia, Barber foi condenado a prestar 150 horas de serviço comunitário.

Notícias relacionadas