AVIAÇÃO

Avião com 152 a bordo cai no Paquistão; não há sobreviventes

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Um avião caiu nesta quarta-feira nas colinas ao norte da capital paquistanesa, Islamabad, matando todas as 152 pessoas a bordo.

O avião da empresa Airblue ia de Karachi para Islamabad quando caiu nas colinas de Margalla.

Imagens da televisão paquistanesa mostraram chamas e fumaça em um monte coberto de neblina, e helicópteros sobrevoando a área.

Chovia forte no momento do acidente. Mas ainda não se sabe o que provocou o acidente.

O avião, um Airbus A321, levava 146 passageiros e seis tripulantes a bordo.

A aeronave teria saído de Karachi às 7h50 do horário local (23h50 na hora de Brasília), e perdido contato com a torre minutos antes da prevista aterrisagem, segundo autoridades.

Sem sobreviventes

Uma enorme operação de resgate foi acionada, e as autoridades disseram que não há sobreviventes.

O ministro do Interior do Paquistão, Rehman Malik, chegou a anunciar que cinco sobreviventes haviam sido levados para um hospital, mas as autoridades locais depois negaram a informação.

Imagens da TV local mostraram pedaços de metal retorcido pendurados em árvores no local da queda.

Autoridades disseram que o resgate foi prejudicado pelas condições do local, numa área montanhosa sem acesso por terra.

“O avião está totalmente destruído, com pedaços e partes espalhados em uma longa distância. Alguns pedaços do avião ainda estão queimando”, disse o jornalista Sabur Ali Sayed, da TV Express 24/7.

Mau tempo

Islamabad vem sofrendo más condições climáticas nos últimos dias, com o céu bastante encoberto.

O porta-voz da Airblue, Raheel Ahmed, afirmou que a queda do avião é “um incidente extremamente trágico”, acrescentando que foi aberta uma investigação para apurar as causas.

O correspondente da BBC em Islamabad Haroon Raashid disse que o avião estava voando baixo sobre a capital.

“Eu fiquei surpreso de ver o avião, porque a área onde eu moro é uma zona com sobrevoo proibido, por ser próxima a alguns dos mais importantes edifícios oficiais de Islamabad, incluindo o Palácio Presidencial e o Parlamento”, disse.

Uma testemunha disse ao canal de televisão paquistanês ARY que estava passeando com a família nas colinas quando viu o avião, que parecia instável no ar.

“O avião havia perdido o equilíbrio e aí vimos que estava caindo”, disse Saqlain Altaf, que também ouviu o momento em que a aeronave bateu no chão.

Uma autoridade do Aeroporto Internacional Benazir Bhutto, em Islamabad, disse que dezenas de parentes dos passageiros foram ao local buscando desesperadamente informações.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.