Quarenta bilionários aceitam doar pelo menos 50% de suas fortunas nos EUA

Bill Gates
Image caption Gates convidou bilionários a participar da campanha

Quarenta bilionários nos Estados Unidos prometeram doar no mínimo 50% de suas fortunas para caridade, atendendo ao pedido de uma campanha iniciada pelo fundador da Microsoft Bill Gates e pelo investidor Warren Buffett.

Entre os que já se comprometeram estão o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, o fundador da CNN, Ted Turner, o diretor e produtor de filmes George Lucas, o filantropo David Rockfeller e o investidor de petróleo T Boone Pickens.

O site da campanha The Giving Pledge, que lista os doadores, afirma que estes assumem um compromisso moral e não legal.

A campanha começou em junho com o objetivo de convencer os bilionários a doar em vida ou após suas mortes parte de suas fortunas.

"Nós apenas começamos e já tivemos uma resposta incrível", disse Buffett por meio de um comunicado.

Mais da metade

Ele afirmou que a iniciativa pretende estimular "as famílias ricas a ter conversas importantes sobre suas riquezas e como elas serão usadas".

A campanha estabelece que os que concordarem em fazer as doações "para causas filantrópicas e organizações de caridade" precisam divulgar suas intenções publicamente, por escrito.

Os organizadores dizem que muitos bilionários concordaram em doar bem mais do que metade de suas fortunas.

O próprio Buffett – que tem uma fortuna estimada em US$ 47 bilhões (mais de R$ 82 bilhões) segundo a revista Forbes – prometeu dar 99% do seu dinheiro para a Fundação Bill & Melinda Gates e outras organizações de caridade em 2006.

O investidor T. Boone Pickens disse que sua decisão de participar da iniciativa, tem a ver com o fato de ele gostar de doar dinheiro.

"Prefiro fazer, mas doar chega perto, em segundo lugar", disse ele em carta publicada pela organização.

A Forbes calcula que existam atualmente 403 bilionários vivendo nos Estados Unidos.

Notícias relacionadas