Polícia da Holanda detém mulher acusada de matar filhos recém-nascidos

Policial em frente à casa onde foram encontrados corpos na Holanda (Reuters, 6 de agosto)
Image caption Corpos de bebês foram encontrados em malas que estavam no sótão

Uma mulher foi presa no vilarejo de Nij Beets, na Província de Friesland, norte da Holanda, acusada de matar pelo menos quatro de seus bebês e esconder seus corpos em um sótão, informaram as autoridades holandesas.

Os corpos dos bebês foram encontrados na última quinta-feira dentro de malas que estavam no sótão da casa da suspeita, que tem 25 anos de idade.

A polícia afirmou acreditar que os bebês mortos teriam nascido entre os anos de 2002 e 2010. Testes ainda serão feitos para determinar a causa das mortes das crianças.

As autoridades teriam suspeitado da mulher após receberem informações de que ela teria ficado grávida diversas vezes, sem que nunca aparecesse com as crianças.

Inicialmente, a suspeita alegou que seus bebês haviam sido dados para adoção, sem, no entanto, apresentar documentos para provar o fato. Ela então teria admitido estar “mantendo” os filhos no sótão, sendo detida logo em seguida.

A mulher, cujo nome não foi divulgado, deve ficar detida por 14 dias, para que as investigações sejam concluídas.

Segundo a polícia, os pais da suspeita, que moram na mesma casa, não sabiam das gestações da filha e não são suspeitos.

A notícia surge depois que o caso de uma francesa que admitiu ter matados oito de seus filhos recém-nascidos ter tido grande repercussão na mídia internacional.

Leia também na BBC Brasil: Francesa admite ter sufocado oito recém-nascidos

Notícias relacionadas