Chile suspende buscas a 34 mineiros presos desde quinta-feira

Familiares
Image caption Familiares dos mineiros choraram ao ouvir a notícia da suspensão das buscas

Equipes de resgate no Chile suspenderam neste sábado as buscas por 34 mineiros presos em uma mina de cobre subterrânea.

A medida foi tomada depois que um desabamento bloqueou a passagem das equipes.

Nenhum contato foi feito com os mineiros desde quinta-feira quando uma rocha no teto da galeria desabou na mina de San Esteban, perto da cidade de Copiapo, no norte do país.

As equipes de resgate estavam tentando chegar aos mineiros usando um canal de ventilação.

Alternativas

“A forma mais fácil, mais lógica agora está bloqueada”, disse o ministro de Mineração, Laurence Golborne. “Especialistas terão que encontrar outras alternativas, mas elas serão mais difíceis e demoradas.”

Ele disse que não sabe por quanto tempo os mineiros poderiam sobreviver.

Familiares dos mineiros choraram ao ouvir a notícia da suspensão das buscas.

Cerca de 130 pessoas trabalhavam nas operações de resgate, que foram prejudicadas por causa das várias toneladas de rochas que precisam ser retiradas.

O correspondente da BBC em Santiago Gideon Long disse que espera-se que os mineiros tenham conseguido chegar ao refúgio.

"Pedimos a Deus que eles estejam no abrigo", disse a governadora da região de Atacama, onde fica a mina, Ximena Matas.

Mas, de acordo com Long, as reservas foram concebidas para durar apenas 72h, o que aumenta a urgência das operações de resgate.

Equipes de resgate no Chile suspenderam neste sábado as buscas por 34 mineiros presos em uma mina de cobre subterrânea.

Notícias relacionadas