EUA controlam incêndio em plataforma no Golfo do México

Plataforma é operada pela empresa Mariner Energy
Image caption Segundo Guarda Costeira, pelo menos uma pessoa ficou ferida

A Guarda Costeira dos EUA anunciou ter apagado um incêndio que atingiu nesta quinta-feira uma plataforma de petróleo no Golfo do México, nas proximidades da costa do Estado americano da Louisiana.

Inicialmente, a entidade relatou que o acidente deixara uma mancha de petróleo de cerca de 1,6 km de extensão no oceano, mas voltou atrás.

A explosão desta quinta-feira ocorreu às 9h20 da manhã, horário local (11h20, em Brasília), segundo a Guarda Costeira, que foi alertada por um helicóptero que sobrevoava o local.

Treze trabalhadores que estavam no local foram resgatados no mar, um deles com ferimentos leves, segundo a Guarda Costeira.

Dias depois

A Guarda Costeira enviou helicópteros e navios ao local para investigar a dimensão dos danos. A causa do acidente ainda está sendo investigada.

A plataforma Vermilion Block 380 não estava produzindo petróleo ou gás, mas sete poços em funcionamento operados pela Mariner Energy, dona da plataforma, ficam próximos ao local em chamas, informou o repórter da BBC na Louisiana, Rajesh Mirchandani.

O local do acidente fica 320 km a oeste da plataforma Deepwater Horizon, que explodiu em abril lançando milhões de barris de óleo no Golfo do México, no maior desastre ambiental da história dos EUA.

No caso da Deepwater Horizon, o petróleo não vazou imediatamente, e sim dias depois, quando um cano foi rompido.

Dados do governo dos EUA levantados pelo jornal americano Wall Street Journal indicam que, desde 2006, mais de cem incêndios ou explosões anuais vêm ocorrendo em plataformas no Golfo do México.