Pastor que queria queimar Alcorão diz que Islã é 'do demônio'

O pastor Terry Jones, que criou polêmica ao defender queima do Alcorão
Image caption Jones teve passagem polêmica pela Alemanha antes de liderar igreja

Apesar de ter apenas 50 membros, a igreja americana Dove World Outreach ganhou fama mundial porque seu pastor, Terry Jones, anunciou planos de queimar cópias do Alcorão no aniversário de nove anos do 11 de Setembro.

Antes de cancelar a queima do livro sagrado do Islamismo, o americano Jones, de 58 anos, disse que, como cristão, tinha direito de fazer isso porque o livro é “cheio de mentiras”.

Apesar de admitir seu pouco conhecimento sobre o Alcorão, Jones diz que o Islã “é do demônio” porque diverge dos ensinamentos da Bíblia e porque o Alcorão incitaria o radicalismo e a violência. Islã é do Demônio é, aliás, o nome de um livro escrito pelo pastor.

Jones rejeitou a acusação de que a queima do Alcorão colocaria as tropas americanas em risco no Afeganistão e no Iraque.

“Devemos mandar uma mensagem clara ao islã radical. Não seremos controlados por seus medos e ameaças”, disse o pastor evangélico da cidade de Gainesville, Flórida.

Ele diz que recebeu mais de cem ameaças de morte recentemente e que passou a carregar consigo uma arma, para proteção.

Na Alemanha

A Dove World Outreach foi fundada em 1986 em Gainesville pelo religioso Donald Northrup. Ele morreu em 1996 e deixou a liderança da igreja para Jones, que vinha de uma congregação semelhante em Colônia, Alemanha.

A passagem de Jones pela Alemanha foi repleta de polêmica. Um membro da Comunidade Cristã de Colônia (CGK), Stephan Baar, disse à imprensa alemã que Jones foi rechaçado na congregação por suas ideias radicais e fanáticas e que o pastor valorizava mais sua “personalidade” do que os valores bíblicos.

Um aviso no site da CGK diz que a congregação “se distanciou do senhor Jones” e de “seus propósitos” há dois anos e meio.

De volta aos Estados Unidos, Jones transformou a Dove World Outreach, de tradição pentecostal, “de uma igreja local em uma igreja apostólica com uma visão de mundo”, segundo seu site.

“Cristãos devem retornar à verdade e parar de se esconder. Devemos levantar a voz contra o pecado e conclamar as pessoas ao arrependimento”, diz o site. “Qualquer religião que professe qualquer coisa além dessa verdade é o demônio. É por isso que nos opomos ao Islã, que ensina que Jesus não é o filho de Deus, tirando assim o poder salvador de Jesus Cristo e liderando as pessoas diretamente ao inferno.”

Notícias relacionadas