Desconhecidos marcaram encontro para se suicidar, diz polícia

O carro onde os corpos foram encontrados
Image caption Polícia crê que Joanne e Stephen se encontraram horas antes do suicídio

Uma morte dupla no condado de Essex, no leste da Inglaterra, está sendo tratada como um pacto suicida entre um homem e uma mulher que só se conheceram momentos antes de tirar suas vidas.

Stephen Lumb, um caminhoneiro de 35 anos, e Joanne Lee, de 34, foram encontrados mortos dentro de um carro infestado de gás tóxico na segunda-feira.

As janelas do veículo estavam fechadas e, nos vidros, Joanne e Stephen colaram mensagens em papéis advertindo os transeuntes para os perigos de tentar entrar no automóvel.

Os bombeiros precisaram usar máscaras antigás para recuperar os corpos de dentro do Astra estacionado perto de uma instalação industrial em Great Notley, a cerca de 80 km de Londres.

A polícia suspeita que ambos tenham se conhecido apenas alguns dias antes, em um fórum online para pessoas procurando o suicídio.

Em uma mensagem do dia 4 de Setembro, Joanne, que usava o codinome Heavens Little Girl (algo como 'garotinha dos Céus'), se disse "desesperada" para encontrar um parceiro para o macabro pacto.

"Não sou policial, canibal nem assassina, apenas alguém que está muito desesperada neste momento", escreveu.

"Não tenho mais força e energia para fazer isto por minha própria conta."

<b>Choque</b>

A polícia acredita que o caminheiro, de Yorkshire, no norte do país, dirigiu mais de 300 quilômetros para encontrar Joanne no dia da morte dos dois.

"É um choque total. Era a última coisa que eu podia esperar. Ele era um rapaz normal, gostava de uma cervejinha e futebol", disse o pai de Stephen, Melvyn.

Image caption Aviso colado nas janelas do Astra: 'Perigo - Não abrir'

Ele disse que nunca tinha "ouvido falar" de Joanne antes do incidente.

Suspeita-se que a mulher sofresse de transtornos alimentares. Uma vizinha disse ao tabloide <i>The Sun</i> que a suicida estava tão fraca que já perdera dentes.

Entre outras mensagens no fórum online, Joanne vinha buscando instruções sobre como se matar misturando gases letais no banheiro de casa.

No dia 30 de agosto, ela escreveu que pretendia "pegar o ônibus" – expressão alusiva ao ato do suicídio.

"É uma data especial para mim. Nasci no dia 30 de janeiro, e vim no dia 30 e quero ir embora no dia 30. Nunca estive tão animada", postou.

Dias depois, sem ter cometido o suicídio, ela voltou a postar mensagens procurando um proprietário de veículo.

A mãe dela, Jill, disse não imaginar que a filha pretendesse se matar.

"Ela era uma filha adorável e muito atenciosa", disse.