Diminui vantagem de Dilma sobre adversários, aponta Datafolha

Uma pesquisa realizada pelo instituto Datafolha e divulgada nesta terça-feira aponta uma diminuição da vantagem da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, na disputa pelas intenções de voto para as eleições de domingo, o que aumentaria as chances de realização de um segundo turno.

Segundo o levantamento, Dilma teria 46% das intenções de voto, contra 28% do candidato do PSDB, José Serra, e 14% de Marina Silva, do PV.

A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Os votos brancos e nulos somam 4%, e os indecisos, 7%.

Levando-se em conta apenas os votos válidos, Dilma teria 51%, contra 32% de Serra e 16% de Marina Silva.

Como a margem de erro é de dois pontos percentuais, Dilma poderia ter tanto 53% dos votos válidos – podendo vencer no primeiro turno – quanto 49%, o que levaria a disputa para um segundo turno.

Para ganhar no primeiro turno, a candidata precisa de mais da metade dos votos válidos.

Segundo turno

No levantamento anterior do instituto, Dilma aparecia com 49% das intenções, contra 28% de Serra e 13% de Marina.

Em uma simulação de segundo turno, a vantagem da petista em relação a Serra também diminuiu. Na última pesquisa, Dilma tinha 55% dos votos. Hoje teria 52%. Serra passou de 38% para 39% no período.

Uma pesquisa Ibope divulgada na última sexta-feira também apontou uma oscilação negativa de Dilma, que teria 50% das intenções contra 28% de Serra e 12% de Marina.