Resgate de mineiros pode ocorrer em meados de outubro

Image caption A cápsula para o resgate está na superfície da mina

Os 33 trabalhadores presos em uma mina no Chile por quase dois meses podem ser libertados antes do prazo estimado, disseram nesta terça-feira integrantes das equipes de resgate.

Uma das sondas perfurou 50 metros de rochas em 24 horas e, se o ritmo for mantido, os mineiros poderiam ser levados para a superfície em meados de outubro.

Mas Andrew Sougarret, chefe da equipe de resgate, alertou para a possibilidade de problemas que atrasem a operação. O governo não alterou o prazo estimado de novembro para o resgate.

Uma das três sondas que trabalham simultaneamente, a T-130, perfurou até agora 300 m dos 620 m de rochas que separam os homens da superfície.

"Alcançamos os 300 metros, na região mais desfavorável geologicamente, portanto podemos pensar em manter o ritmo de escavação", disse Sougarret.

Preparativos

Parentes dos mineiros, acampados nos arredores da mina de San Jose desde o desabamento ocorrido em 5 de agosto, vibraram com a notícia.

Está sendo construído um hospital de campo para dar assistência aos homens quando estes forem resgatados.

Começou a ser erguida também uma plataforma para acomodar até mil jornalistas, vindos de vários países, esperados para presenciar o resgate.

O chefe de gabinete do ministério do Interior, Christian Barra, disse que todos os elementos para o resgate estão sendo preparados.

"Nos preparamos para efetuar o resgate a qualquer momento a partir dos próximos 15 dias. Não digo que ocorrerá em duas semanas, mas as instalações vão estar prontas", disse Barra.

Notícias relacionadas