Campeão de ciclismo suspenso por doping alega ter comido carne contaminada

Alberto Contador
Image caption Ciclista afirmou que a ingestão de clenbuterol foi involuntária

O ciclista tricampeão da Volta da França Alberto Contador alegou nesta quinta-feira que o fato de ter comido carne contaminada com uma substância banida explica o fato de ele ter sido reprovado em um teste antidoping, o que o levou a ser suspenso do esporte.

Em comunicado oficial emitido nesta quinta-feira, a União Ciclística Internacional (UCI), associação reguladora do ciclismo, confirmou que Contador foi provisoriamente suspenso pelo doping com a substância clenburetol, constatado durante a Volta da França deste ano – vencida pelo ciclista espanhol.

Em uma coletiva na Espanha, Contador disse ter sido informado do resultado no dia 24 de agosto e explicado “longamente o que aconteceu” para a UCI. Afirmou ainda que o próprio organismo concordou que deve ter sido um caso de contaminação.

“Confio que a UCI e a agência antidoping vão estudar meu caso com as particularidades que ele tem”, declarou.

O ciclista venceu a Volta da França, uma das principais provas mundiais de ciclismo, em 2007 e 2009, além deste ano.

Pequena quantidade

Segundo o comunicado da UCI, a quantidade de clenbuterol encontrada na urina do ciclista é “muito pequena” e o caso requer mais investigação científica antes que seja possível tirar conclusões.

O ciclista disse que “é impossível que pudesse ingerir uma quantidade tão mínima dessa substância, a não ser por causa de uma contaminação alimentícia”.

Ainda de acordo com Contador, a carne que teria a substância teria sido comprada pelo diretor da etapa de Castilla y León, na Espanha, da Volta da França, e consumida no dia 21 de julho. Três horas depois, ele se submeteu ao exame de doping.

O clenbuterol aumenta a capacidade respiratória, contribui para o aumento dos tecidos musculares e para a queima de gordura.

A substância faz parte de um grupo de produtos também utilizados no tratamento de problemas respiratórios e na engorda de animais criados para o abate.