Copom mantém taxa básica de juros em 10,75%

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central resolveu nesta quarta-feira manter a taxa básica de juros da economia brasileira em 10,75% ao ano.

Unânime, a decisão pela manutenção ocorreu pela segunda vez consecutiva. O valor é dois pontos percentuais maior do que a taxa do início do ano.

Boa parte dos analistas já previa que a taxa seria mantida, de acordo com pesquisa do Banco Central feita na semana passada. Os especialistas preveem que a Selic só será elevada em abril de 2011.

A taxa é usada como base na definição dos juros cobrados por bancos em empréstimos, por exemplo. Quanto mais alta, maiores são as taxas cobradas por bancos e instituições financeiras.

O governo usa a taxa para conter a inflação. Ao elevar os juros, indiretamente encarece as prestações. Isso teoricamente reduz o volume de compras, o que restringe o aumento dos preços.

Com a Selic em 10,75%, o Brasil segue, de acordo com analistas, com os maiores juros reais (que descontam a inflação prevista para os 12 meses seguintes) do mundo.