Hillary pede explicações à China sobre exportações de metais

Image caption Com ministro japonês, Clinton cobrou explicações do governo da China

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, pediu que o governo chinês esclareça a política do país a respeito da exportação dos chamados metais “terras raras”, que são utilizados na fabricação de aparelhos como computadores e telefones celulares.

O pedido acontece depois da divulgação de relatórios que dizem que a China restringiu as exportações dos metais aos Estados Unidos, Europa e Japão.

“Eu gostaria de qualquer esclarecimento sobre a política deles e espero que isso queira dizer que o comércio destes materiais importantes continuará sem nenhuma diminuição ou interferência", declarou a secretária.

Em coletiva de imprensa no Havaí, acompanhada do ministro das Relações Exteriores japonês, Seiji Maehara, Clinton disse que todos os países do mundo precisarão encontrar fontes alternativas dos minerais, que já são escassos.

Ela afirmou que o episódio serviu como "um alerta" para o fato de que se os países forem dependentes de uma só fonte de terras raras, podem sofrer com interrupções no fornecimento, "caso haja a interferência de desastres naturais ou outros eventos".

Os metais de terras raras, que incluem o lantânio, o érbio e o neodímio, são usados extensivamente em tecnologias de energia limpa, armas, carros, computadores e eletrônicos.

Barganha

Horas antes, um porta-voz do Ministério da Indústria e da Tecnologia de Informação da China disse que o país não pretende usar sua posição privilegiada no comércio mundial de terras raras como "ferramenta de barganha".

O porta-voz disse ainda que a China pretende cooperar com outros países, mas também proteger seus recursos, que são necessários para a indústria nacional.

A China fornece cerca de 97% dos terras raras usados no mundo. Em julho, o país reduziu sua cota de exportação dos metais, que chegaram a ser 40% menores do que em 2009.

Clinton deve mencionar o assunto em seu encontro com o conselheiro chinês de Política Externa, Dai Bingguo, nos próximos dias.

O encontro acontecerá em um resort no Vietnã, um dos países que a secretária de Estado visitará na viagem por países da Ásia e do Pacífico.

Notícias relacionadas