Confira reações à eleição de Dilma Rousseff no Brasil e no mundo

Hugo Chávez chamou Dilma de "irmã". Foto Wilson Dias/Agência Brasil
Image caption Petista é a primeira mulher eleita presidente do Brasil

Líderes brasileiros e mundiais comentaram neste domingo a eleição de Dilma Rousseff (PT) para a Presidência do Brasil.

No segundo turno da eleição, realizado neste domingo, a petista obteve 56% dos votos válidos, contra 44% de José Serra (PSDB). Apoiada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ela será a primeira mulher a assumir a Presidência do Brasil.

Confira algumas das repercussões:

Senadora Marina Silva (PV), terceira colocada no 1º turno

"Quero parabenizar a ministra Dilma duas vezes. Por sua eleição como presidente e por ser a primeira mulher eleita para o cargo na República."

"A ministra Dilma era a candidata de uma parte dos brasileiros. A partir de agora, é a presidente eleita de todos nós nos próximos quatro anos."

"Que Deus lhe dê força e sabedoria para conduzir nosso belo país."

Aécio Neves, ex-governador de MG e senador eleito (PSDB)

"Desejo que a presidente eleita Dilma Rousseff honre os compromissos assumidos com a população, realize uma gestão republicana e que seu governo tenha como marca a união. Que seja, sobretudo, generoso para com todos os brasileiros.”

Hugo Chávez, presidente da Venezuela

"Irmã, companheira, bem-vinda a este clube."

"Você vem de longe, companheira, te conheço. Sabemos de onde você vem, da batalha pelo Brasil, da batalha dura. Uma mulher patriota."

"Ela se converterá, como a Cristina (Kirchner), em uma gigante."

Leia mais na BBC Brasil sobre a reação de Chávez à eleição de Dilma

Nicolas Sarkozy, presidente da França

"Esta vitória demonstra o reconhecimento do povo brasileiro pelo trabalho considerável que ela tem desenvolvido com o presidente Lula para o Brasil tornar-se um país moderno e mais justo. Ela também traduz a confiança que o povo brasileiro deposita nela para prosseguir e aprofundar esse riquíssimo e alentado projeto. Nesta caminhada, o presidente da República garante à senhora Dilma Rousseff que poderá continuar contando com a amizade e o apoio indefectíveis da França."

Bernard Kouchner, ministro do Exterior da França

"Dilma Rousseff mostrou depois de muito tempo, ao lado do presidente Lula da Silva, que ela compartilha esta convicção em favor de um mundo multipolar e de uma mundialização melhor regulada e mais humana."

José Luiz Zapatero, primeiro-ministro da Espanha

"Seguiremos trabalhando para que as relações entre nossos dois países continuem em um nível magnífico."

Governo da Argentina

"Enquanto deseja (a Dilma) o maior dos êxitos em sua futura gestão, o governo argentino expressa sua vontade indeclinável de seguir trabalhando com o governo e com a nação irmã do Brasil para aprofundar a estreita e rica relação que une os dois países."

"O governo da República Argentina felicita o governo e o povo da República Federativa do Brasil pelo desenvolvimento exemplar das eleições e destaca o compromisso cívico do povo brasileiro ba consolidação da democracia na região."

Leia mais na BBC Brasil sobre a reação argentina à eleição de Dilma

Hector Tilerman, ministro do Exterior da Argentina

"Falei com (o assessor especial da Presidência) Marco Aurélio Garcia sobre o triunfo de Dilma. Da tristeza de quarta-feira (dia da morte do ex-presidente Néstor Kirchner) à alegria do domingo."

"Dialoguei com (o ministro das Relações Exteriores) Celso Amorim e concordamos que seguiremos apontando a integração latino-americana e a irmandade entre nossos povos."

Notícias relacionadas