Tempestade tropical ameaça desabrigados no Haiti

Desabrigados no Haiti
Image caption Mulheres e bebês são retirados de acampamento em Porto Príncipe

Autoridades do Haiti estão trabalhando nesta quinta-feira para retirar milhares de pessoas a deixar os acampamentos temporários antes que a tempestade tropical Tomás atinja a capital Porto Príncipe.

Segundo o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos, com sede em Miami, a tormenta pode chegar na manhã de sexta-feira, com ventos de até 120 quilômetros por hora.

Com essa força, a tempestade pode destruir boa parte das barracas onde cerca de 1,3 milhões de haitianos estão vivendo desde o terremoto que destruiu o país, em janeiro. Ela também pode provocar deslizamentos e enchentes.

À noite, fortes chuvas já caíam sobre Porto Príncipe. No entanto, muitos desabrigados estão se recusando a deixar suas tendas, alegando que eles não têm outro lugar para ir. O que se via era haitianos pregando tábuas e outros materiais para deixar as barracas um pouco mais resistentes.

Agências de ajuda humanitária estão correndo para providenciar abrigos de emergência antes da chegada do Tomás, que já matou 14 pessoas na Costa Rica e em outras ilhas da região.

Além disso, a tormenta poderia agravar a epidemia de cólera que já matou mais de 400 pessoas no país e infectou cerca de 6.700.

O presidente René Preval fez um pronunciamento em rádio nacional pedindo que a população deixe os acampamentos. “Protejam suas vidas”, disse ele, antes de esclarecer que o governo “não teria espaço suficiente (nos ônibus) para transportar todos”.

A correspondente da BBC Laura Trevelyan disse que poucos refugiados atenderam ao pedido do presidente, mas mães e crianças estão sendo retiradas de acampamentos que correm mais riscos.

O chefe da organização Médicos Sem Fronteiras no Haiti, Stefano Zannini, descreveu a situação como precária. “Esse é o terceiro grande problema que os haitianos têm de lidar neste ano”, disse.

“O clima nos acampamentos é uma mistura de medo e desespero – ou resignação”, disse.

Notícias relacionadas