Bush defende medidas polêmicas tomadas em seu governo

George W. Bush
Image caption Bush: 'Meu trabalho era proteger a América, e eu protegi'.

O ex-presidente americano George W. Bush defendeu algumas das decisões mais polêmicas de seu governo em sua primeira entrevista na televisão desde que deixou a Casa Branca.

Bush disse à rede de TV NBC que o uso da técnica de interrogação que simula o afogamento, conhecida como "waterboarding", impediu ataques terroristas e salvou vidas.

O ex-presidente alegou ainda que seu conselheiro para assuntos jurídicos havia dito a ele que a prática da simulação de afogamento em vários prisioneiros de Guantánamo era legal.

"Ele disse que isso não era coberto pela lei anti-tortura. Eu não sou advogado, mas você tem que confiar no julgamento das pessoas ao seu redor e eu confio", disse Bush ao jornalista Matt Lauer.

"Vou dizer uma coisa: o uso daquelas técnicas salvou vidas. Meu trabalho era proteger a América. E eu protegi."

George W. Bush está promovendo seu livro de memórias Decision Points.

'Sucesso'

Quando questionado sobre seu desaparecimento da mídia após o fim do mandato, Bush disse à NBC que "não queria se expor mais".

"Não queria voltar para o que eu chamo de 'o pântano'", disse Bush.

Image caption George W Bush está lançando livro de memórias

No livro, o ex-presidente diz ter uma "sensação de enjoo" a cada vez que pensa sobre o fracasso em encontrar armas de destruição em massa no Iraque, depois da invasão de 2003 que tirou Saddam Hussein do poder.

O jornalista Matt Lauer perguntou se ele alguma vez pensou em pedir desculpas ao povo americano.

"Pedir desculpas seria basicamente dizer que aquela foi uma decisão errada. E eu não acredito que tenha sido uma decisão errada", respondeu Bush.

Segundo o ex-presidente, ainda pode demorar um pouco até que a história seja capaz de julgar seu período na Presidência.

"Espero ser considerado um sucesso. Mas eu vou estar morto, Matt, quando eles finalmente perceberem."

Notícias relacionadas