Grã-Bretanha

Caminhadas destacam macieira de Newton e outras árvores milenares

GALERIA DE FOTOS: A macieira de Newton e outras árvores antigas

  • © NTPL / Tessa Musgrave
    Acredita-se que esta macieira tenha inspirado Isaac Newton a elaborar a teoria da gravidade em 1665, supostamente após uma maçã cair em sua cabeça; ela fica em Lincolnshire. Foto:© NTPL / Tessa Musgrave.
  • © NTPL / Ross Hoddinot
    Embora sejam centenárias, essas faias da fazenda Lanhydrock, em Cornwall, estão em excelente estado. Foto: © NTPL / Ross Hoddinot.
  • © NTPL / Joe Cornish
    Este teixo é formado por duas árvores plantadas uma ao lado da outra; elas ficam na Irlanda do Norte perto das ruínas de um castelo em Co Fermanagh. Foto: © NTPL / Joe Cornish.
  • © NTPL / Michael Caldwell
    Essas árvores da fazenda Ashridge se destacam pelas folhagens amareladas e pelas grandes copas. Foto: © NTPL / Michael Caldwell.
  • © NTPL / Simon Fraser
    Estima-se que esses teixos tenham entre 2 mil e 2.500 anos; eles estão na fazenda Borrowdale, em Lake District, Cumbria. Foto: © NTPL / Simon Fraser.
  • © NTPL / Ross Hoddinott
    Este velho carvalho na fazenda Lanhydrock, Cornwall, passou por uma 'cirurgia' para se manter estável. Foto: © NTPL / Ross Hoddinott.
  • © NTPL /  Andrew Butler
    Este velho e largo castanheiro fica no parque Sheffield, em East Sussex. Foto: © NTPL / Andrew Butler.
  • © NTPL / Paul Wakefield
    Em primeiro plano, tronco de castanheiro na floresta Hatfield, em Essex. Foto: © NTPL / Paul Wakefield.
  • © NTPL / Paul Wakefield
    Estes velhos carvalhos ficaram atrofiados, na fazenda de Holnicote, na região de Somerset. Foto: © NTPL / Paul Wakefield.
  • © NTPL / Paul Wakefield
    Uma grande faia no meio da floresta da propriedade de Ashridge, na fronteira entre as regiões de Hertfordshire e Buckinghamshire. Foto: © NTPL / Paul Wakefield.

O National Trust, entidade britânica que trabalha pela conservação da natureza e de construções históricas no país, está organizando uma série de caminhadas por vários lugares da Grã-Bretanha para mostrar as árvores mais antigas do país.

Entre as dez localidades previstas, está a que abriga a macieira que inspirou Isaac Newton - em 1665, ao observar, sentado ao lado da árvore, a queda de uma maçã - a formular a noção de gravidade.

De acordo com o National Trust, as idades de exemplares antigos variam muito de espécie para espécie.

Por isso, um velho carvalho de 600 anos ou uma faia de 300 anos se qualificaram para o projeto. O National Trust também cita exemplos como o teixo, que pode chegar a milhares de anos de idade, ou o carvalho e a castanheira, que chegam a ultrapassar os mil anos de idade.

"Ficar perto de uma árvore antiga, que viveu séculos de história, pode ser uma experiência de humildade. Queremos promover estas árvores especiais e divulgar o perfil (das árvores) dentro das paisagens onde elas podem ser encontradas", disse Brian Muelaner, conselheiro para o setor de árvores antigas do National Trust.

Sem proteção

A pesquisa do National Trust sobre as árvores mais antigas da Grã-Bretanha vai continuar até 2012.

A entidade visa analisar mais de 25 mil hectares de bosques e 200 mil hectares de terras cultivadas para incluir mais de 40 mil árvores antigas.

Apesar da importância, as árvores antigas da Grã-Bretanha não recebem nenhum status de patrimônio protegido.

Geralmente não há placas de indicação próximas a estas árvores ou listas oficiais. Se estas árvores estiverem fora das propriedades do National Trust, pouco pode ser feito para sua proteção, que pode ser ameaçada por atividade agrícola intensiva, pesticidas ou fertilizantes.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.