Coreia do Norte 'deve atacar novamente', diz Seul

O chefe dos serviços de Inteligência da Coreia do Sul afirmou nesta quarta-feira que é grande a probabilidade de que a Coreia do Norte ataque novamente. A afirmação foi feita horas depois de o governo sul-coreano ter informado que realizaria novos exercícios militares com os Estados Unidos.

No dia 23 de novembro, a Coreia do Norte atacou a ilha de Yeonpyeong, matando ao menos quatro sul-coreanos - dois deles fuzileiros navais.

A área disputada na fronteira das duas Coreias foi palco de vários confrontos entre os vizinhos ao longo de décadas.

Won Sei-hoon,diretor do Serviço Nacional de Inteligência da Coreia do Sul, disse a um comitê parlamentar que os ataques recentes ocorreram em meio a "disputas internas" sobre a sucessão do regime norte-coreano e à piora da situação econômica do país.

"Há uma grande possibilidade de que o Norte ataque novamente", disse Won, de acordo com a agência de notícias oficial sul-coreana Yonhap.