Turista alemã é morta por ataque de tubarão em resort egípcio

Pescador mostra tubarão capturado na semana passada em Sharm el-Sheikh
Image caption Autoridades egípcias haviam reaberto águas após captura de tubarão

Uma mulher alemã foi morta após um ataque de tubarão quando praticava mergulho com snorkel no resort egípcio de Sharm el-Sheikh, segundo as autoridades locais.

A morte da turista ocorre após quatro pessoas terem sido feridas em ataques semelhantes na última semana no resort do Mar Vermelho.

As autoridades egípcias haviam reaberto o acesso ao mar após terem capturado os tubarões envolvidos nos ataques anteriores.

Mas alguns especialistas dizem que o tubarão responsável pelo ataque ainda estava na região, um dos locais mais populares para mergulho no mundo.

Segundo os serviços de emergência, a turista morreu imediatamente após o ataque. Segundo relatos, um braço e as duas pernas teriam sido arrancados.

O Ministério do Meio Ambiente do Egito havia publicado a foto de dois tubarões capturados na última semana.

Mas mergulhadores e ambientalistas disseram que os tubarões capturados não seriam da mesma espécie responsável pelos ataques anteriores, contra três russos e um ucraniano.

Após o ataque deste domingo, as águas de Sharm el-Sheikh foram novamente interditadas para os turistas.

Notícias relacionadas