Ataque mata pelo menos 15 no Afeganistão

Kunduz/AP
Image caption Acredita-se que o ataque tenha sido feito por um suicida

Pelo menos 15 pessoas morreram na explosão de uma bomba plantada na beira de uma estrada em uma região rural do sul do Afeganistão, de acordo com autoridades locais.

A explosão ocorreu na tarde de sexta-feira na província de Helmand, uma das mais violentas do país e tradicional reduto do Talebã.

O caminhão atingido levava civis de um vilarejo para um bazar, segundo Daoud Ahmadi, porta-voz do governo da província.

Quatro pessoas ficaram feridas no que se acredita que tenha sido uma tentativa de atingir soldados americanos que patrulham a área.

O correspondente da BBC em Cabul Paul Wood afirma que as tropas da Otan alcançaram o objetivo de expulsar o Talebã de áreas urbanas e o grupo atualmente opera mais em remotas regiões rurais.

Controvérsia

Neste sábado, outra explosão, na cidade afegã de Candahar, feriu seis pessoas na frente de uma delegacia.

Entre os feridos, estão dois policiais e quatro civis.

Há relatos de que um ataque suicida, também no sábado, feriu cinco soldados afegãos e nove civis em um posto e controle na província de Kunduz, no norte do país.

O comando da Otan se envolveu em uma polêmica com o governo da província de Paktika quando o vice-governador da região disse que sete civis foram mortos por soldados da organização.

Mas a Otan contesta a afirmação, dizendo que os mortos seriam militantes que abriram fogo contra seus soldados.

Wood diz que a controvérsia é bastante contraproducente já que a estratégia da Otan é o desenvolvimento de parcerias com autoridades afegãs.

Notícias relacionadas