Bombeiro admite ter causado morte de fazendeiro pisoteado por vacas assustadas por sirene

Vacas pastando
Image caption Fazendeiro estava levando vacas de pasto para local de ordenha

Um bombeiro britânico admitiu ter causado a morte de um fazendeiro que foi pisoteado por sua boiada depois que os animais ficaram assustados com as sirenes.

Julian Lawford se declarou culpado no tribunal de Exeter de causar a morte de Harold Lee por direção negligente. Nas demais acusações, de assassinato culposo e de causar morte por direção perigosa, Lawford se declarou inocente.

O fazendeiro de 75 anos foi pisoteado em agosto do ano passado quando levava as vacas por uma estrada rural perto de sua casa no condado de Somerset, sul da Inglaterra.

O advogado de defesa do bombeiro disse no tribunal que "a confissão reflete o fato de que ele dirigiu o carro de bombeiros com a sirene ligada com o rebanho em sua frente, o que fez com que os animais agissem como agiram, causando a morte".

Sentença

No dia do incidente, Harold Lee estava levando cem vacas leiteiras de um pasto para o local de ordenha, na Fazenda Robins.

Depois de ser pisoteado, ele foi transportado de helicóptero para um hospital em Bath com ferimentos graves na cabeça e no peito. O fazendeiro foi então transferido para um hospital em Bristol, onde morreu seis dias depois.

O bombeiro Julian Lawford foi libertado em condicional e será sentenciado na próxima semana, mas o juiz no caso disse que ele não deve receber pena de prisão.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Somerset , Lawford continuará suspenso de suas funções até receber a sentença.

Notícias relacionadas