Estados Unidos

Americano invade escola armado, dispara e se mata

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Um homem armado invadiu uma reunião em uma escola da Flórida, nos Estados Unidos, disparou vários tiros contra os diretores e depois se matou.

O atirador era Clay Duke, um ex-presidiário de 56 anos que invadiu a sala de reuniões para questionar os diretores sobre a demissão de sua mulher, sem revelar o nome dela ou qual era o seu emprego.

Ao invadir a sala de reuniões, Duke primeiramente desenhou com tinta vermelha a letra "V" na parede. Em seguida, ele pede que as outras pessoas saiam da sala, exceto pelos diretores que estão na mesa logo em frente.

Duke então inicia a discussão com os diretores da escola Bay District. No entanto, uma das integrantes da mesa, que tinha saído, volta e tenta acertar o atirador com sua bolsa, mas ela é logo dominada por Duke, que a joga no chão.

Em seguida, Duke dispara dois tiros contra a mesa onde estão os diretores da escola. Nenhum deles, no entanto, foi atingido.

Depois dos disparos, o chefe da segurança da escola conseguiu invadir a sala e ferir Duke a tiros. O atirador então se matou.

Tópicos relacionados

    BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

    Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.