Lula se despede fazendo balanço de oito anos de governo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizou, nesta quinta-feira, seu último discurso à nação como presidente da República fazendo um balanço de seus oito anos de governo.

Em pronunciamento transmitido pela TV, Lula disse que, durante seus dois mandatos, entre outros avanço, foram criados 15 milhões de empregos, o salário mínimo teve ganho real de 67%, a oferta de crédito alcançou 48% do Produto Interno Bruto (PIB) e as reservas internacionais somam quase US$ 300 bilhões, dez vezes mais do que quando assumiu o governo.

Além dos avanços econômicos, Lula citou também o aumento dos investimentos na educação e agricultura, progressos na oferta de moradias, no assentamento de famílias e programas que levam energia a pequenas propriedades. Ocorreu durante seus mandatos, “a maior ascensão social de todos os tempos” no país. O presidente se disse confiante de que o novo governo de Dilma Rousseff, que assume no dia 1 de janeiro, dará continuidade aos progressos.

“A minha maior felicidade é saber que vamos ampliar todas estas conquistas. Minha fé se alicerça em três fundamentos: as riquezas do Brasil, a força do seu povo e a competência da presidenta Dilma. Ela conhece, como ninguém, o que foi feito e como fazer mais e melhor”.

Lula encerrou o pronunciamento evitando revelar o que fará ao deixar o cargo.

“Não me perguntem sobre o meu futuro, porque vocês já me deram um grande presente. Perguntem, sim, pelo futuro do Brasil e acreditem nele. Minha felicidade estará sempre ligada à felicidade do meu povo”, disse o presidente.