Estados Unidos

EUA suspendem visto de embaixador da Venezuela

Bernardo Alvarez Herrera

Herrera, que estaria fora dos EUA, não poderá mais entrar no país

O Departamento de Estado americano anunciou ter revogado o visto do embaixador venezuelano nos Estados Unidos, Bernardo Álvarez Herrera.

A decisão foi tomada após o presidente venezuelano, Hugo Chávez, ter se recusado a aceitar o indicado de Washington para o cargo de embaixador em Caracas, Larry Palmer.

Chávez havia se irritado com comentários feitos por Palmer sobre o país este ano.

O diplomata americano disse que o moral das Forças Armadas da Venezuela estava baixo e disse temer que rebeldes das Forças Revolucionárias da Colômbia (FARC) estivessem se abrigando em território venezuelano.

Washington diz que as ações contra Herrera foram "apropriadas, proporcionais e recíprocas".

"Avisamos que haveria consequências quando o governo venezuelano rescindiu o acordo em relação a nosso indicado, Larry Palmer", disse o porta-voz do Departamento de Estado americano Mark Toner.

'Respeito'

Na terça-feira, Chávez confirmou ter negado permissão ao candidato a embaixador Larry Palmer e disse que os Estados Unidos estavam ameaçando retaliar.

"Eles podem fazer o que eles quiserem, mas aquele homem não vai vir aqui como embaixador. Qualquer um que venha para cá como embaixador tem que demonstrar respeito. Este é um país que precisa ser respeitado", disse o presidente venezuelano à televisão estatal.

"Se os Estados Unidos querem expulsar nosso embaixador de lá, que o façam. Se quiserem cortar relações diplomáticas, que o façam."

Segundo analistas, ainda não está claro como o episódio vai afetar o já difícil relacionamento entre os dois países.

A situação teria dado sinais de melhora após a eleição de Barack Obama, mas algum tempo depois Chávez declarou que o presidente americano era "uma grande decepção" e que ele tinha "o mesmo fedor de George W. Bush".

Apesar das diferenças políticas com Washington, a Venezuela continua sendo o quinto maior fornecedor de petróleo bruto para os Estados Unidos.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.