Brasileiro é acusado de matar mulher ao dirigir bêbado no Uruguai

Punta del Este (arquivo)
Image caption Punta del Este tem recebido muitos brasileiros nos últimos anos

Uma juíza do departamento (Estado) uruguaio de Maldonado determinou a prisão preventiva de um turista brasileiro acusado de atropelar e provocar a morte de uma uruguaia no balneário de Punta del Este, na madrugada de 1º de janeiro.

Em entrevista nesta segunda-feira à rádio argentina Diez, a juíza Adriana Graziuso disse que o atropelamento da uruguaia ocorreu por “imprudência” e “excesso de álcool” no sangue do motorista.

A vítima, que estava numa moto, tinha 18 anos e se chamava Jennifer Marino Osano, segundo o jornal uruguaio El País. O jornal diz que seu companheiro na moto, Rodolfo Sosa Presa, 20, se feriu gravemente no acidente.

Como o brasileiro não tem antecedentes criminais no Uruguai, a Justiça só divulgou as iniciais (M.T.C.) de seu nome.

“Era um lugar cheio de gente, e ele não poderia circular naquelas condições”, afirmou a juíza. O brasileiro está sendo processado pela Promotoria do país.

Agricultor

O advogado uruguaio Jorge Barrera, que defende o brasileiro no caso, disse à BBC Brasil que seu cliente tem 30 anos e é um produtor agrícola do Rio Grande do Sul.

Segundo Barrera, o brasileiro deve ficar preso pelo menos até 2 de fevereiro, já que a Justiça uruguaia estará em recesso até lá.

Ele diz que o acusado lamenta o ocorrido e que seu cliente dirigia uma caminhonete quando a moto atravessou na sua frente. Segundo a versão do brasileiro, os motociclistas não usavam capacete.

Barrera confirmou que o nível alcoólico além do permitido foi o motivo da prisão do brasileiro.

Uma perícia policial indicou que o acidente ocorreu ou porque a moto cruzou na frente da caminhonete ou porque o motorista não respeitou um sinal de “pare”.

Neste verão, Punta del Este tem recebido grande número de turistas brasileiros.

Notícias relacionadas