Crise faz rede de lojas de discos HMV anunciar fechamento de 60 filiais

Objetivo é economizar 10 milhões de libras (cerca de R$ 26 milhões de reais) por ano.
Image caption Lojas que serão fechadas representam mais de 10% dos pontos de venda

A tradicional rede de lojas de discos britânica HMV planeja fechar 60 filiais em um ano, com o objetivo de conter custos em meio a um cenário de crise, com queda de vendas, baixo lucro e problemas para pagar suas dívidas.

A HMV informou que as suas vendas de Natal caíram 10%, devido, segundo a empresa, às nevascas que atingiram a Grã-Bretanha e a "condições desafiadoras de negócios". Com os resultados, o valor das ações da companhia caiu 78% nos últimos 13 meses.

As lojas que serão fechadas representam mais de 10% dos pontos de venda da empresa, que possui 285 filiais da HMV e 312 estabelecimentos da livraria Waterstone's, que pertence à companhia.

Além de fechar lojas, a HMV afirma que irá implementar outras medidas de contenção de gastos. O objetivo é economizar 10 milhões de libras (cerca de R$ 26 milhões de reais) por ano.

Além do impacto do mau tempo, a empresa admitiu que a demanda por CDs, DVDs e jogos eletrônicos foi pior do que o previsto. A HMV afirma que há previsões bem fundamentadas de "ventos contrários" em termos de consumo para este ano.

"O ritmo de mudança nos mercados em que nós operamos destaca a urgência com que nós devemos continuar a transformar este negócio", disse o executivo-chefe da HMV, Simon Fox.

Desafios

Entre os desafios que as lojas de música enfrentam estão o crescimento ainda lento nos gastos dos consumidores, a competição de supermercados e sites de venda e a transição tecnológica, com downloads da internet ganhando espaço sobre CDs e DVDs.

Apesar da crise, as vendas das livrarias Waterstone's ficaram estáveis neste Natal, na comparação com o mesmo período do ano passado, um resultado considerado "satisfatório" pela companhia.

A HMV informou ainda em um relatório de negócios - divulgado uma semana antes do previsto - que está se esforçando para cumprir os termos de um empréstimo bancário, cujos detalhes não foram informados.

Além da HMV, a rede de lojas de roupas Next informou nessa terça-feira que as suas perdas durante o período do Natal ficaram em 22 milhões de libras (cerca de R$ 57 milhões) devido à neve, que afugentou os compradores.

Notícias relacionadas