Partido Verde deixa coalizão de governo na Irlanda

Image caption Cowen é o premiê mais impopular da Irlanda nas útimas décadas

O Partido Verde da Irlanda anunciou neste domingo seu desligamento da coalizão governista do país, medida que pode antecipar as eleições gerais do país, previamente marcadas para 11 de março.

O anúncio foi feito após a decisão do premiê Brian Cowen que, no sábado, afirmou que deixava a liderança de seu partido, o Fianna Fail, mas continuava no cargo de primeiro-ministro até as eleições.

A decisão de Cowen foi bastante criticada pela oposição e mesmo integrantes do governo.

“Nossa paciência chegou ao fim. Decidimos que não podemos mais continuar neste governo”, disse o líder o Partido Verde, John Gormley.

Com a decisão, a coalizão governista perde sua maioria de dois assentos no Parlamento.

Leis

O Partido Verde diz que passa a integrar a oposição, mas apoiará os planos do atual governo de aprovar uma série de leis ligadas ao pacote de 85 bilhões de euros que a Irlanda receberá do FMI e da União Europeia para equilibrar sua economia.

A crise econômica irlandesa é apontada como o principal fator para Cowen ter se tornado um dos premiês mais impopulares da história recente do país.

O correspondente da BBC na Irlanda Mark Simpson disse que agora é provável que as eleições sejam antecipadas para fevereiro.

Ele diz que Cowen tem duas opções: convocar eleições imediatas ou juntar-se a algum partido oposicionista e tentar conseguir seu apoio para as mudanças na legislação e negociar uma nova data para o pleito.

Notícias relacionadas