áfrica

Resultados de referendo indicam que mais de 99% votaram por independência do sul do Sudão

Sudaneses do sul comemoram em Juba divulgação de mais resultados do referendo (AFP)

Sudaneses do sul comemoram em Juba divulgação de mais resultados do referendo

A Comissão Eleitoral do Sudão informou que um total de 99,57% dos eleitores que participaram do referendo sobre a emancipação do sul do Sudão votaram pela independência da região.

Estes são os primeiros resultados completos e os resultados finais e oficiais do referendo realizado entre os dias 9 e 15 de janeiro devem ser divulgados em fevereiro.

De acordo com o site da Comissão Eleitoral foram 3.851.994 votos durante o referendo. Cinco dos dez Estados da região sul do país tiveram 99,9% dos votos a favor da separação.

As primeiras contagens de votos já mostravam que os eleitores tinham votado pela separação do sul. O presidente sudanês, Omar al-Bashir, afirmou que vai aceitar os resultados.

Se o resultado for confirmado, o sul do Sudão deve declarar sua independência formalmente no dia 9 de julho.

Acordo de paz

O referendo histórico foi parte de um acordo de paz assinado em 2005, que pôs fim a décadas de guerra civil entre o norte sudanês, majoritariamente muçulmano, e o sul, onde predominam o cristianismo e outras religiões.

O sul do Sudão é uma das áreas menos desenvolvidas do mundo e grande parte de sua população reclama do governo sudanês.

De acordo com o correspondente da BBC na capital, Cartum, James Copnall, a independência do sul agora parece inevitável.

No entanto, apesar de muitos sudaneses do sul comemorarem os primeiros resultados do referendo, ainda há problemas como o subdesenvolvimento e os conflitos entre etnias.

E há também a difícil negociação sobre a divisão dos recursos econômicos entre o norte e o sul, que tem a maior parte do petróleo do país.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.