Cirurgias para redução de mama aumentam entre homens britânicos

Direito de imagem BBC World Service
Image caption Houve um aumento de 28% das cirurgias na Grã-Bretanha

O número de homens britânicos se submetendo a cirurgias para a redução da mama está aumentando, de acordo com dados de uma entidade que representa cirurgiões plásticos na Grã-Bretanha.

A entidade, British Association of Aesthetic Plastic Surgeons (BAAPS), que representa um terço da indústria, disse que a quantidade de procedimentos desse tipo subiu 28% no ano passado.

A redução da mama em homens é hoje a segunda cirurgia plástica mais comum entre os homens britânicos, só ficando atrás de operações no nariz.

O dado mostra a continuidade em uma tendência que vem sendo registrada nos últimos três anos.

No ano passado, a BAAPS anunciou que os números desse tipo de procedimento eram os que mais haviam crescido no setor por um segundo ano consecutivo.

Números

Segundo a entidade, houve 741 registros de operações para redução de mama em homens na Grã-Bretanha no ano passado. No ano anterior, 2009, os membros da entidade registraram 581 procedimentos desse tipo.

O número total de cirurgias plásticas realizadas na Grã-Bretanha subiu 5%.

O presidente da BAAPS, Rajiv Grover, disse que o aumento no número de cirurgias para redução da mama entre os homens se deve, provavelmente, a uma maior consciência - e desagrado - em relação ao desenvolvimento anormal das glândulas mamárias entre homens, condição conhecida como ginecomastia.

Grover explicou que cerca de 30% dos homens que procuram o médico para pedir informações sobre o procedimento são aconselhados a melhorar a dieta e fazer mais exercícios.

Os que de fato seguem em frente com a cirurgia são aqueles que possuem depósitos de gordura que não podem ser removidos com exercícios, disse Grover.

Segundo ele, imagens de celebridades na mídia fazem com que os homens pensem mais a respeito do assunto.

O cirurgião comentou que, recentemente, foi lançada uma espécie de camiseta que melhora a aparência da região torácica masculina.

Alguns, no entanto, são críticos em relação à nova tendência. Peter Baker, do Men's Health Forum, um fórum de discussão sobre saúde masculina, disse que cirurgia plástica não é a solução.

"Você vê homens por aí que não parecem de verdade".

"Os homens estão começando a ser influenciados pelas mesmas pressões culturais e estereótipos (que influenciam) as mulheres".

Baker disse que o problema real para muitos homens é seu peso.

"Os homens estão ficando maiores e cada vez mais obesos. A vasta maioria não está preocupada com isso como deveria, então o verdadeiro desafio para a saúde do homem é incentivá-lo a pensar sobre seu peso e fazer algo a respeito".

Segundo a BAAPS, as mulheres respondem por 90% de todas as cirurgias plásticas realizadas no ano passado na Grã-Bretanha, mantendo a proporção registrada no ano anterior.

Entre elas, o procedimento mais popular é a cirurgia para aumentar a mama. O número de operações desse tipo subiu 10,3% no país.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet