Sarney é reeleito para presidência do Senado

O senador José Sarney (PMDB-AP) foi reeleito nesta terça-feira para a Presidência do Senado Federal, cargo que ocupará pela 4ª vez em seus 35 anos na Casa. Dois desses mandatos foram cumpridos durante o governo Lula.

A votação abriu os trabalhos na Casa, que estava em recesso desde o final de dezembro. Sarney obteve 70 votos contra 8 de seu adversário na disputa, o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP).

Logo depois de eleito, Sarney lembrou sua trajetória no Legislativo, onde já atingiu 56 anos de mandato, sendo 35 deles no Senado. “Ultrapassei nosso patrono, Ruy Barbosa”, disse o presidente reeleito, emocionado.

Apoiado pelos partidos que integram a base da presidente Dilma Rousseff, Sarney assume um Senado com forte maioria governista: cerca de 59 dos 81 que compõe a Casa são aliados do novo governo.

Em 2009, a gestão de Sarney na presidência do Senado foi abalada pelo escândalo dos chamados atos secretos – decisões administrativas, envolvendo inclusive casos de nepotismo, que muitas vezes não eram tornadas públicas.

Sarney prometeu uma reforma administrativa, mas o assunto ainda está sendo analisado pela Comissão de Constituição e Justiça da Casa.

O presidente da Câmara dos Deputados também será definido em votação, no início da noite desta terça-feira.