Protestos no Egito

Manifestantes pró e contra Mubarak se enfrentam pelo 2º dia

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Confrontos na praça Tahrir

Primeiro-ministro se desculpou na televisão pela violência

Novos confrontos entre manifestantes favoráveis e contrários ao governo do presidente egípcio, Hosni Mubarak, foram registrados nesta quinta-feira no Cairo.

O enviado da BBC Brasil à capital egípcia, Tariq Saleh, conta que os manifestantes desafiam o governo e permanecem acampados na Praça Tahrir, principal palco dos embates.

O primeiro-ministro, Ahmed Shafiq, se desculpou na TV pela violência e disse não saber como militantes invadiram a praça.

Horas mais tarde, os confrontos se acirraram, com manifestantes atirando pedras e paus uns nos outros. Apoiadores de Mubarak também usaram rojões.

Houve ainda relatos de agressões a vários jornalistas estrangeiros. Muitos tiveram seus equipamentos roubados ou apreendidos.

Até agora, o Exército não indicou que irá interferir para apartar os grupos.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.