IPCA sobe 0,83%, maior taxa desde abril de 2005

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – inflação oficial utilizada pelo governo - subiu 0,83% em janeiro de 2011, a maior taxa desde abril de 2005, quando foi de 0,87%, informou o IBGE nesta terça-feira.

Trata-se também de um aumento de 0,2 ponto percentual com relação a dezembro de 2010.

O índice foi puxado para cima principalmente pelos aumentos de preços em alimentos, bebidas e transportes.

O grupo de alimentos e bebidas registrou alta de 1,16%, principalmente devido ao aumento de preços do tomate, da cenoura, de frutas e de hortaliças. O preço das carnes, que vinha em tendência de alta, apresentou leve queda em janeiro.

No grupo transportes, a alta de 1,55% refletiu o reajuste de preços nas tarifas de ônibus urbanos.

A inflação medida pelo IPCA é calculada pelo IBGE desde 1980, em nove regiões metropolitanas do país e em Brasília e Goiânia.

O índice de janeiro foi calculado pelos preços vigentes entre 29 de dezembro de 2010 e 28 de janeiro de 2011, em comparação com os 30 dias anteriores.