Obama elogia compromisso de militares egípcios de entregar o governo aos civis

Direito de imagem Getty
Image caption Um dia após renúncia de Mubarak, egípcios limpam Praça Tahrir

O presidente americano, Barack Obama, elogiou na noite deste sábado o compromisso dos militares que controlam o Egito de entregar o governo aos civis.

Segundo Obama, a democracia no Egito vai trazer mais estabilidade para o Oriente Médio, e não o contrário.

No início do dia, o comando militar que assumiu o poder no Egito após a renúncia do presidente Hosni Mubarak prometeu trabalhar por um governo civil e respeitar todos os tratados internacionais em vigor.

Por meio de um comunicado, Obama também parabenizou o povo egípcio pela “mudança histórica” promovida pro eles e deixou claro “sua profunda admiração por seus esforços”.

O presidente americano também reiterou o apoio dos EUA, incluindo o financeiro, ao Egito.

Durante a tarde, Obama telefonou para líderes mundias como o premiê britânico, David Cameron, e o rei Abdullah da Jordânia, para discutir os últimos desdobramentos no Egito.

Segundo o correspondente da BBC em Washington Tom Burridge, o conselheiro militar da Casa Branca, Mike Mullen, além de outros militares de alta patente estão a caminho da região para debater sobre o futuro do país.

Limpeza

No dia seguinte à renúncia de Mubarak, a vida na capital egípcia, Cairo, começava a voltar ao normal, após quase 20 dias de protestos e violência.

Na praça Tahrir, ponto principal de concentração dos protestos iniciados em 25 de janeiro, centenas de pessoas fizeram mutirões para limpar o local. Muitos prometeram continuar acampados na praça, seja para comemorar a queda de Mubarak ou para exigir um governo civil.

O Exército egípcio começou neste sábado a retirar as barricadas dos acessos à praça, removendo carros queimados que serviam de barreiras. As Forças Armadas mantêm tanques e veículos blindados nas ruas, principalmente em frente aos prédios do governo e de outras instalações importantes.

O clima ainda é de comemoração por parte dos cidadãos. Muitas bandeiras do Egito pode ser vistas nas janelas dos prédios e penduradas em árvores. O comércio voltou a abrir normalmente e o policiamento foi retomado, com a circulação de viaturas nas ruas do Cairo.

As emissoras de TV locais já realizam debates discutindo o futuro político do Egito, assim como as reformas que os militares podem realizar

Notícias relacionadas