Empresários brasileiros sinalizam queda no otimismo na indústria

Pesquisa da CNI (Confederação Nacional da Indústria) divulgada nesta quinta-feira sinaliza que os empresários brasileiros da indústria estão menos otimistas do que há um ano.

No índice calculado pela confederação, a confiança do empresariado caiu 6 pontos em fevereiro deste ano em relação ao mesmo mês em 2010 (de 67,8 pontos para 61,8).

A queda foi observada em todos os portes de empresa, principalmente na região Sul do país.

Para o economista Marcelo Azevedo, da CNI, o resultado é motivado pelo esfriamento da atividade econômica nos últimos meses.

“Em fevereiro do ano passado, a indústria estava em um momento muito bom”, disse o economista, segundo comunicado divulgado pela entidade.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) oscila entre zero e cem pontos, sendo que percepções acima de 50 pontos indicam que os empresários estão confiantes. Ou seja, apesar da queda em fevereiro, a pesquisa mostra que o empresariado continua confiante.

Segundo a CNI, o índice de 61,8 também está 2,1 pontos acima da média histórica.

A pesquisa foi feita entre 31 de janeiro e 14 de fevereiro, com 1.839 empresas, de pequeno, médio e grande porte.