Estados Unidos

Ativista anti-imigração é condenada à morte por assassinato de mexicanos nos EUA

Shawna Forde era parte de um grupo armado anti-imigração

Uma ativista anti- imigração do Estado do Arizona, nos Estados Unidos, foi condenada à pena de morte por assassinar dois membros de uma família de mexicanos, entre eles uma menina de 9 anos, em 2009.

Shawna Forde, de 43 anos, é a líder do grupo americano Minutemen American Defense, cujos membros armados patrulham a fronteira dos Estados Unidos com o México para deter imigrantes ilegais.

Ela organizou e participou da invasão da casa do mexicano Raul Flores, de 29 anos, para roubá-lo.

No entanto, o assalto deu errado e Flores foi morto com um tiro, assim como sua filha de 9 anos, Brisenia.

A mãe da menina, Gina Gonzales, também foi alvejada, mas sobreviveu e identificou os assaltantes.

Forde foi condenada por assassinato em primeiro grau, tentativa de assassinato e roubo.

`Justiceiros´

Durante o julgamento, o júri que condenou Forde ouviu que Brisenia Flores pediu que os assaltantes não atirassem nela, mas foi atingida com um tiro na cabeça.

Forde e dois homens vestidos de policiais invadiram a casa da família Flores em Arivaca, que fica 16 quilômetros ao norte da fronteira mexicana.

Aparentemente, a mulher acreditava que encontraria drogas no local, e planejava vendê-las para financiar seu grupo.

Shawna Forde criou um grupo de "justiceiros da fronteira", como se auto definem, depois de ser expulsa da organização Minutemen Civil Defense Corps, um grupo de voluntários que monitoram a fronteira para informar à Guarda da Fronteira americana sobre a entrada de imigrantes.

Albert Robert Gaxiola e Jason Eugene Bush, apontados como cúmplices no assassinato, devem ir a julgamento ainda este ano.

Segundo um correspondente da BBC, as mortes chocaram muitas pessoas no Arizona, apesar do forte sentimento anti-imigração que existe na região.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.