Clipe de Kanye West pode causar convulsões em epilépticos, diz ONG britânica

Kanye West
Image caption Clipe do rapper Kanye West possui imagens piscantes.

Pessoas que sofrem de epilepsia fotossensível devem evitar o mais recente clipe do rapper americano Kanye West, All of the Lights. É o que diz a organização não-governamental britânica Epilepsy Action.

Segundo a entidade, portadores da doença que forem submetidos às luzes piscantes do vídeo do cantor estão sujeitos a sofrer convulsões.

Cerca de 456 mil pessoas na Grã-Bretanha sofrem de epilepsia. Destas, um total de 5% possui epilepsia fotossensível, o que as leva a sofrer crises quando submetidas a luzes piscantes ou cintilantes. As convulsões sofridas pelos portadores da doença podem causar lesões e, em casos extremos, podem ser fatais.

A Epilepsy Action pediu a pesquisadores do Cambridge Research Systems que submetesse o vídeo à uma máquina feita especialmente para analisar potenciais riscos para epilépticos presentes em filmes e vídeos.

Na quarta-feira, os pesquisadores chegaram à conclusão de que o clipe conta com flashes exibidos em uma velocidade capaz de provocar convulsões.

Internet

A reguladora da mídia britânica Ofcom já havia determinado que o clipe não fosse exbido na Grã-Bretanha. Mas ele permance disponível na internet, em especial no site YouTube, onde já registrou milhões de hits.

Como não há um órgão regulador para a internet, a Epilepsy Action contactou o agente de Kanye West, os representantes do YouTube e outros sites pedindo que o vídeo seja retirado.

A organização está pedindo a ainda a introdução na Grã-Bretanha de uma forma de regulamentação online para prevenir possíveis danos a portadores de epilepsia fotossensível.

A advertência da entidade se dá pouco após a exibição acidental por parte de emissoras de TV de imagens com luzes piscantes.

Na segunda-feira, a BBC divulgou um comunicado para seus jornalistas televisivos sobre a necessidade de exibir alertas para os espectadores sempre que forem mostradas imagens com luzes piscantes.

A BBC chegou a receber reclamações após ter exibido imagens do príncipe William e de sua noiva, Kate Middleton, sendo expostos aos vários flashes de fotográfos.

Notícias relacionadas