Saudita acusado de planejar ataque contra casa de Bush é preso nos EUA

Foto de Khalid Ali-M Aldawsari, cedida pela polícia de Lubbock (AFP) Direito de imagem BBC World Service
Image caption Aldawsari teria planejado atacar represas e a casa de George W. Bush

Um cidadão saudita de 20 anos que vive no Texas foi detido pela polícia americana sob acusações de tentar atacar alvos no Estado, incluindo a casa do ex-presidente George W. Bush, em Dallas.

Khalid Ali-M Aldawsari foi preso na noite de quarta-feira acusado de tentativa de usar uma arma de destruição em massa. O saudita deve comparecer a uma audiência em uma corte federal na sexta-feira.

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos informou em uma declaração que o suspeito foi preso "sob a acusação federal de tentar usar uma arma de destruição em massa, ligada à sua suposta compra de produtos químicos e equipamentos necessários para fazer um dispositivo explosivo improvisado e à sua pesquisa de possíveis alvos americanos".

Segundo documentos da promotoria, os investigadores receberam as pistas que levaram à captura de Aldawsari depois que um fornecedor suspeitou de um pedido de produtos químicos tóxicos feito pelo saudita.

Visto de estudante

Aldawsari foi para os Estados Unidos com um visto de estudante em 2008 e se matriculou na universidade South Plains College, perto de Lubbock, no Texas.

O saudita teria feito um pedido de compra de ácido fênico, que pode ser usado na fabricação de explosivos. Aldawsari teria dito ao fornecedor que queria o produto para "pesquisa pessoal".

Aldawsari também teria enviado um e-mail para ele mesmo no dia 11 de fevereiro, com a receita de ácido pícrico, que ele descreve como um "explosivo militar".

Os documentos da Justiça também alegam que o saudita planejava adaptar um telefone celular para ser usado como detonador remoto e comprou, entre outras coisas, objetos necessários para a fabricação de bombas, incluindo uma máscara contra gases.

Um trecho do que seria o diário de Aldawsari afirma: "E agora, depois de aprender o idioma inglês, aprender como construir explosivos e continuar com os planos de atacar os infiéis americanos, é o momento da jihad (guerra santa)".

O saudita teria uma lista de alvos nos Estados Unidos. Além da casa do ex-presidente George W. Bush, Aldawsari supostamente também queria atacar 12 represas nos Estados americanos do Colorado e Califórnia.

O Departamento de Justiça americano, no entanto, afirma ainda que, contra Aldawsari existem apenas "acusações, e o réu é inocente até que se prove o contrário".

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet