Polícia iraniana reprime manifestantes em Teerã

Mehdi Karroubi e Mir Hossein Moussavi Direito de imagem BBC World Service
Image caption Sites de oposição dizem que Karroube e Moussavi estão em prisão

A polícia iraniana entrou em confronto nesta terça-feira com manifestantes durante protestos contra o governo em Teerã.

Há relatos de que membros das forças de segurança usaram bombas de gás lacrimogêneo e cacetetes para reprimir as pessoas que foram às ruas da capital iraniana e que dezenas teriam sido presos.

O correspondente da BBC em Teerã Mohsen Agsari disse que um grande número de policiais está nas principais ruas e praças da capital iraniana para impedir a concentração de partidários da oposição.

O site iraniano Kaleme disse que as forças de segurança e "pessoas vestidas como civis" tentaram dispersar a multidão que protestava contra a suposta prisão de Mir Hossein Moussavi e Mehdi Karroubi, os dois principais líderes de oposição.

Outro site de grupos opositores, o Rahesabz, disse que cinco pessoas foram presas em Teerã antes mesmo do início das manifestações.

Há também relatos de manifestações em outras cidades do país.

Prisão

A prisão de Moussavi e Karroubi foi anunciada na última segunda-feira por páginas de internet ligadas a eles.

Na última segunda-feira, um dos filhos de Mehdi Karroubi disse à BBC que ele havia sido informado de que seu pai foi "levado por forças de segurança para um local não especificado".

No entanto, o governo negou as afirmações e disse que os dois homens permaneciam em suas casas, onde estavam detidos com suas mulheres desde o mês passado.

Os dois líderes convocaram em fevereiro manifestações populares no Irã inspirados pelos protestos recentes na Tunísia e no Egito.

Em 14 de fevereiro, milhares de partidários da oposição foram às ruas e entraram em choque com a polícia. O confronto deixou dois mortos.

Notícias relacionadas