Militares ‘com quase uma tonelada de metanfetamina’ são presos no México

Direito de imagem Reuters
Image caption Militares transportavam 1 tonelada de anfetaminas e 30 quilos de cocaína

O Ministério da Defesa do México disse nesta sexta-feira que 13 militares foram presos e processados por tráfico de drogas depois de terem sido encontrados com 928 quilos de metanfetamina e 30 quilos de cocaína.

De acordo com a Secretaria de Defesa Nacional, foram detidos “três oficiais e dez militares subalternos”, que foram “indiciados por crime organizado, contra a saúde e narcotráfico”.

O comando militar local disse que os homens estavam transportando por terra as drogas da capital, Cidade do México, para a cidade de Tijuana (noroeste do país), na fronteira com os Estados Unidos.

A metanfetamina é uma droga estimulante do sistema nervoso central que gera grande dependência e tem potencial para causar graves danos cerebrais.

Combate ao tráfico

De acordo com a versão online do jornal mexicano El Universal, os militares foram detidos na semana passada em Tijuana quando usavam um veículo oficial para fazer o transporte da droga.

“Será aplicada a lei, já que de maneira nenhuma serão tolerados atos contrários à legislação militar, ratificando nosso compromisso com o povo mexicano de velar pela segurança dos cidadãos”, afirmou um comunicado divulgado pela Secretaria

Desde que assumiu o poder, há quatro anos, o presidente Felipe Calderón pôs em prática operações de combate ao tráfico que envolve cerca 50 mil soldados.

Nesse período, mais de 34 mil pessoas morreram em crimes relacionados a drogas - a maioria atribuída a disputas de poder entre cartéis.

Notícias relacionadas