Khadafi monta ofensiva para retomar controle de áreas rebeldes

Combatente rebelde em Ben Jawat Direito de imagem Getty Images
Image caption Medida visaria impedir ataques aéreos contra áreas controladas por rebeldes

Forças leais ao líder da Líbia, Muamar Khadafi, montaram uma forte contra-ofensiva na tentativa de retomar áreas controlada por rebeldes que se opõem ao regime.

No leste do país, tropas apoiadas por helicópteros de combate atacaram as cidades costeiras de Bin Jawad e Ras Lanuf, que foram recentemente capturadas por forças anti-Khadafi.

Segundo relatos, rebeldes que se estão se dirigindo para Sirte, reduto e cidade natal do coronel Khadafi, estão encontrando forte resistência e estão sofrendo com falta de combustível.

Na região oeste do país, o governo utilizou tanques em ataques contra as cidades de Zawiya e Misrata, que estão nas mãos dos ativistas contrários ao regime líbio.

Em Trípoli, a capital do país, que permanece sob o comando do líder líbio, foram ouvidos disparos de metralhadoras pela manhã.

Celebrações

Mas de acordo com o porta-voz do governo, Musa Ibrahim, os tiros não passaram de celebrações devido a êxitos militares, porque ''forças do governo esmagaram grupos rebeldes em Ras Lanuf, Zawiya e Misrata nas últimas 12 horas''.

Apesar de o governo ter dito que havia recuperado o controle das cidades de Tobruk, Zawiya, Ras Lanuf e Misrata, correspondentes da BBC na região afirmam que todas ainda estão sob o controle dos rebeldes.

Mas Misrata e Ras Lanuf foram novamente atacadas neste domingo e há relatos de combates sendo travados na cidade de Bin Jawad.

Um médico em Misrata, situada a 200 quilômetros de Trípoli, disse à BBC que a situação havia se tornado ''muito ruim'', após forças pró-Khadafi munidas de tanques e veículos blindados terem se dirigido para o centro da cidade e disparado contra manifestantes.

Ele afirmou que as tropas almejavam pessoas indiscrimindamente, quer elas estivessem armadas ou não.

Notícias relacionadas