Operação contra a máfia calabresa prende 35 em quatro países

Um dos acusados de chefiar a Ndrangheta, detido nesta terça Direito de imagem AP
Image caption Polícia diz que 'Ndragheta expandiu seus laços para além da Itália

A polícia da Itália anunciou nesta terça-feira que pelo menos 35 pessoas foram presas em uma operação contra a máfia da Calábria (sul do país), conhecida como ‘Ndrangheta.

Um total de 41 suspeitos foram procurados na Itália e também na Alemanha, no Canadá e na Austrália.

A maioria dos presos estava na Itália, tanto na Calábria quanto no norte do país, para onde a máfia parece estar expandindo seus laços.

Sobre os detidos recaem acusações de roubos, assassinatos, tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e posse de armas e explosivos.

No exterior

Seis suspeitos eram detidos na Alemanha, e outros cinco mandados de prisão foram emitidos no Canadá e na Austrália, segundo a polícia italiana.

O promotor calabrês Giuseppe Pignatore, as operações confirmam que a ‘Ndrangheta ampliou sua atuação para além da Itália, mas seguindo o mesmo modelo usado na Calábria.

“A ‘Ndrangheta é uma organização coesa (...), e seu alcance é extenso – talvez não no mundo inteiro, mas em vários continentes”, disse Pignatore, agregando que as células estrangeiras recebem suas diretrizes dos chefes na Calábria.

O grupo mafioso é conhecido por realizar tráfico de drogas, especialmente cocaína.

Notícias relacionadas