Ativistas ocupam casa que seria de filho de Khadafi em Londres

Casa ocupada em Hampstead/Getty Direito de imagem BBC World Service
Image caption A casa foi avaliada em cerca de 10 milhões de libras

Ativistas ocuparam nesta quarta-feira uma mansão em um bairro nobre de Londres que supostamente pertence a Saif al-Islam Khadafi, filho do líder líbio, Muamar Khadafi.

O grupo intitulado Topple the Tyrants (ou ‘Derrubem os Tiranos’, em tradução livre) disse que ocupará o local até ter certeza de que a propriedade será devolvida ao povo líbio.

Na semana passada, o governo britânico congelou os bens de Khadafi e de sua família.

"Ficaremos até ter certeza de que a propriedade será devolvida a seus donos legítimos, o povo líbio", disse o porta-voz do grupo, Montgomery Jones, à BBC.

Polícia

Acredita-se que a casa de oito quartos, com sauna e piscina no bairro de Hampstead, seja avaliada em mais de 10 milhões de libras (cerca de R$ 26 milhões).

Ela esteve à venda até o mês passado, quando foi retirada do mercado.

A polícia de Londres disse estar monitorando a situação e que não deteve nenhum ativista.

Ocupar imóveis vazios na Grã-Bretanha é crime apenas se os ocupantes usarem força para fazê-lo. Os processos de despejo podem se arrastar por meses.

Notícias relacionadas