Problema em site impede brasileiros de comprar ingressos para Olimpíada

Relógio olímpico inaugurado em Trafalgar Square, que fará contagem regressiva para os jogos, que terão início em julho de 2011 Direito de imagem PA
Image caption Início da venda de bilhetes no Brasil estava marcado para o mesmo dia que na Grã-Bretanha

No primeiro dia da venda de ingressos para a Olimpíada de Londres, o site da revendedora oficial no Brasil apresentou problemas e impediu a venda de bilhetes.

A área de vendas do site da agência de viagens Tamoyo y Turismo estava fora do ar desde o início da manhã.

De acordo com o diretor da agência, Antonio Carlos Valente, “houve um problema na homologação do boleto bancário”.

“O sistema estava rodando, mas quando fizemos o teste com um boleto frio, o banco não aceitou o documento gerado”, diz Valente, acrescentando que o problema seria resolvido rapidamente.

Além do problema com o boleto bancário, o segundo sistema de venda que será oferecido – por cartão de crédito – não ficou pronto a tempo da inauguração do site e deve entrar no ar nas próximas semanas.

O início da venda de bilhetes no Brasil estava marcado para o mesmo dia que na Grã-Bretanha.

Leia mais na BBC Brasil: Londres põe 6 milhões de ingressos à venda para jogos de 2012

‘Em breve’

Na manhã desta terça-feira, quem entrava no site era orientado a clicar em “Olimpíadas de Londres – 2012”, mas o link não estava funcionando.

À tarde, a mensagem foi substituída por uma advertência: “Nosso sistema encontra-se em atualização, em breve estaremos disponibilizando aqui o acesso ao portal de vendas de ingressos.”

Especializada em turismo corporativo voltado para esportes, a Tamoyo foi a revendedora oficial de bilhetes para o evento desde a Olimpíada de Sydney, em 2000.

O diretor da agência não revela o número de ingressos destinados ao Brasil neste ano, mas dá a entender que a fatia é maior que nos anos anteriores, dizendo que o Comitê Organizador de Londres (Locog) “está ajudando bastante” diante dos Jogos de 2016 no Rio.

O comitê distribuirá até 1 milhão de bilhetes para a venda para torcedores fora do Reino Unido e da União Europeia. No site da Tamoyo, a venda será para provas das 26 modalidades, e estará restrita a quatro bilhetes por seção olímpica para cada CPF.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet