Alemão que teve oito filhos com enteada é condenado a 14 anos de prisão

Detlef S. é algemado em corte alemã (foto: Reuters) Direito de imagem BBC World Service
Image caption Detlef S. reconheceu ter abusado da filha biológica e de enteados

Um homem que teve oito filhos com sua própria enteada foi condenado nesta terça-feira a 14,5 anos de prisão por ter durante anos abusado sexualmente dela, do irmão dela e de sua própria filha biológica.

O caminhoneiro desempregado identificado como Detlef S., de 48 anos, também obrigou a filha e a enteada a se prostituírem.

O réu, que morava no vilarejo de Fluterschen, perto de Bonn (oeste da Alemanha), admitiu os 162 crimes de que era acusado.

Os abusos teriam durado mais de 20 anos, até 2010, quando o réu foi preso.

Crianças

No julgamento, foi divulgado que Detlef S. começou a abusar de seus enteados e de sua filha biológica quando elas ainda eram crianças - no caso da filha, quando ela tinha nove anos.

Parte da imprensa alemã chamou Detlef de o "Fritzl alemão", em uma referência ao austríaco Josef Fritzl, condenado à prisão perpétua em 2009 por manter sua filha em cativeiro durante 24 anos e ter sete filhos com ela.

No caso de Detlef S., um de seus oito filhos com a enteada já morreu.

O caso na Alemanha gerou muitas críticas para o serviço de proteção e bem-estar de crianças e adolescentes na Alemanha, que esteve em contato com a família por algum tempo.

Notícias relacionadas