Tragédia no Japão

Japão registra terremoto mais forte desde o tsunami

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Tocar com outro programa

Um terremoto de 7,4 de magnitude, o mais forte a atingir o Japão desde o tremor que causou um tsunami no país em 11 de março, foi registrado às 23h32 (horário local, 11h32 de Brasília) desta quinta-feira no litoral próximo à província japonesa de Miyagi (nordeste do país).

Um alerta de tsunami de até 2 metros de altura foi emitido pela Agência Meteorológica do Japão, mas foi cancelado horas depois.

As autoridades pediram para que as pessoas que estavam próximas do litoral buscassem lugares mais altos para se proteger.

Apesar de sentido em boa parte do país, o tremor não causou grandes danos estruturais. Não houve também registro de danos causados por ondas.

Usinas

A Tepco, empresa que administra a usina nuclear de Fukushima, gravemente danificada pelo terremoto seguido de tsunami de 11 de março, já emitiu um comunicado dizendo que nenhum novo dano aparente foi registrado até o momento nos seis reatores.

O novo tremor foi sentido em boa parte do Japão

Segundo a TV pública NHK, engenheiros que trabalham na usina foram retirados do local depois do tremor.

A Tokyo Electric Power (Tepco) confirmou que o abalo não afetou as instalações.

Outra usina, a de Onagawa, na província de Miyagi, sofreu um corte de energia elétrica em dois pontos da instalação.

Mas geradores de eletricidade movidos a diesel foram acionados automaticamente para manter os reatores em funcionamento. Segundo a Agência de Segurança Nuclear japonesa, não há registros de outros danos.

Consequencias

A TV do país mostou imagens do momento do terremoto em várias cidades próximas ao epicentro.

Em Sendai, capital da província de Miyagi, parte da cidade está sem energia elétrica. Algumas cidades das províncias de Fukushima e de Yamagata também estão às escuras.

As rodovias expressas naquela região foram fechadas por segurança, e o trem-bala parou automaticamente.

Segundo a agência meteorológica, o terremoto foi considerado similar ao forte tremor de magnitude 9 do dia 11 de março.

Centenas de tremores secundários foram registrados desde aquele dia, mas este foi o mais forte até agora.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.