Diretor de tráfego aéreo se demite após cochilos de controladores nos EUA

O aeroporto Reagan, que serve Washington Direito de imagem Getty
Image caption Aviões pousaram em Washington sem apoio de controladores

O homem responsável pela supervisão do controle de tráfego aéreo dos Estados Unidos deixou o cargo nesta quinta-feira, depois que vieram a público inúmeros casos de controladores que caíram no sono em pleno trabalho.

A demissão de Hank Krakowski, diretor da Organização de Tráfego Aéreo, foi confirmada pelo chefe da Administração Federal de Aviação (FAA, sigla em inglês), Randy Babbitt, que pediu uma "revisão de cima a baixo" do sistema de controle aéreo americano.

"Nas últimas semanas, nós vimos exemplos de conduta não-profissional por parte de uns poucos indivíduos que, justamente, levaram o público viajante a questionar a nossa habilidade de garantir a sua segurança", disse Babbitt, em um comunicado. "Esta conduta deve acabar imediatamente."

Segundo Babbitt, o conselheiro-chefe da FAA, David Grizzle, assumirá interinamente as funções de Krakowski.

Sono perigoso

Os problemas no controle do tráfego aéreo nos Estados Unidos ganharam destaque no mês passado quando dois aviões foram obrigados a pousar por volta da meia-noite no Aeroporto Reagan, que serve a capital americana, Washington, sem ajuda da torre de controle.

Os pilotos, que levavam 165 pessoas a bordo de cada avião, não conseguiram contato com os controladores do aeroporto. Uma investigação subsequente apurou que os responsáveis pelo tráfego aéreo estavam dormindo no período de trabalho.

Na semana passada, a FAA informou que um controlador em um grande aeroporto da cidade de Seattle (Estado de Washington, noroeste do país) dormiu enquanto trabalhava durante a manhã. Segundo o órgão, o mesmo funcionário dormiu em duas ocasiões diferentes no início da noite de 6 de janeiro.

Outro controlador, no Estado de Nevada, dormiu e ficou incomunicável por cerca de 16 minutos na última quarta-feira, enquanto um avião médico estava pousando em seu aeroporto, segundo autoridades federais.

No Estado do Tennessee (sul do país), de acordo com o jornal TheWashington Post, um controlador foi encontrado cochilando durante um turno de trabalho à noite em fevereiro.

Notícias relacionadas