Espaço

Cientistas testam missão tripulada para Marte no sul da Espanha

Teste realizado em Rio Tinto, na Espanha (BBC)

Cientistas querem avaliar condições de viagem para humanos

Uma região inóspita no sul da Espanha está servindo de área de testes para uma eventual missão a Marte por causa de sua semelhanças à superfície do Planeta Vermelho.

''Isso aqui é Marte na Europa'', diz Gernot Groemer, do Fórum Espacial Austríaco. Olhando em volta é fácil dizer o porquê: o cenário é totalmente vermelho, exceto por algumas paisagens verdes que acabam entregando o jogo.

Rio Tinto, no sul da Espanha, é uma antiga área de mineração que com sua formação geológica e química é surpreendentemente similar a Marte.

Gernot Groemer, pesquisador da Universidade de Innsbruck, da Áustria, explica: "Nós temos um mineral aqui chamado jarosita, que é exatamente idêntico ao que existe em Marte''.

O que faz do local um cenário ideal para se testar tecnologia que poderá um dia ser utilizada em Marte.

Superfície da região de Rio Tinto, na Espanha (BBC)

Superfície de Rio Tinto, na Espanha, se assemelha a Marte

Um dos artefatos que está sendo utilizados é um simulador de roupa espacial chamado Aouda.X.

A roupa espacial faz uso de sistemas de apoio à vida a bordo e se vale de computadores de última geração especialmente concebidos para proteger os astronautas das condições hostis de Marte.

Temperaturas baixíssimas, um ambiente nocivo e um constante bombardeio de radiação mortal são apenas alguns dos horrores a que um ser humano estaria sujeito em Marte.

Amostras

Em Rio Tinto, a equipe está investigando se seria possível em uma futura missão a Marte coletar amostras sem contaminá-las de alguma forma.

''Este é um grande tema na astrobiologia. Quando nós procuramos traços de vida extinta ou de vida ainda existente em Marte, se nós encontrarmos algo, precisamos realmente nos assegurar de que essa substância é nativa e que ela não veio de 'carona' da Terra'', afirma Groemer.

Além dos potenciais astronautas, estão sendo testados também veículos ao longo do terreno rochoso vermelho, entres eles um protótipo chamado Eurobot.

Phillippe Schoonejans, chefe do escritório de robótica da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), conta que o modelo é um robô que conta com dois braços e visão estéreo e que ele é um ''robô com características humanas, mas capaz de fazer coisas que são difíceis demais de serem feitas ou então muito perigosas ou muito chatas para serem realizadas por astronautas''.

Futuro

A possibilidade de realizar uma missão tripulada a Marte ainda é cercada de dúvidas e ceticismo. Ainda que algumas agências especiais tenham expressado interesse em realizar expedições com humanos, ainda não foram feitos planos definitivos.

Sonda espacial testada em Rio Tinto, na Espanha (BBC)

Cientistas também estão testando sondas espacias

Cientistas dizem que é preciso começar a planejar desde já, caso tenhamos planos de ir a Marte.

Scott Hovland, um cientista da ESA, afirma acreditar que ''diante da tecnologia que temos hoje em dia, nós somos capazes''.

"Mas ainda há a necessidade de desenvolver novas tecnologias. Precisamos de métodos melhores para levar as pessoas para lá, com sistemas de propulsão mais poderosos, para encurtar a duração da viagem. Esse tipo de coisa. Mas estou certo de que ainda durante nosso tempo de vida, haverá uma boa chance de ver algo assim acontecer'', afirmou Hovland.

Germet Groemer afirma que é impossível prever como vai ser a tecnologia daqui a 20 ou 30 anos. ''Mas seja lá como forem os microchips, seja qual for a camada de proteção da roupa roupa espacial, estou certo de que...grandes idéias e procedimentos podem ser definidos agora, e é isso que estamos fazendo neste lindo lugar. Isto é um ensaio para a maior jornada já feita por nossa civiliação''.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.