TV australiana é proibida de fazer sátira com imagens de casamento real

Equipes de televisão se posicionam em abrigo temporário em frente ao Palácio de Buckingham (Getty) Direito de imagem BBC World Service
Image caption Limitação ao uso de imagens ao vivo da boda real foi criticada na Austrália

A rede de televisão nacional da Austrália, a ABC, teve que cancelar um programa humorístico especial sobre o casamento do príncipe William com Kate Middleton.

Isso porque as restrições contratuais para o uso das imagens ao vivo da cerimônia proíbem sua destinação para "fins cômicos", satíricos ou em programas de entretenimento.

O programa, que seria transmitido pelo canal ABC2 da rede australiana, contaria com a participação de um grupo humorístico conhecido no país, chamado The Chaser.

Em uma declaração divulgada nesta quarta-feira, a BBC, que distribuirá as imagens do casamento, afirmou que as restrições de uso das imagens para fins de comédia, sátira ou entretenimento sempre estiveram no contrato negociado com transmissoras britânicas e estrangeiras.

Transmissão alternativa

Segundo o correspondente da BBC em Sydney Nick Bryant, a ABC informou que está "surpresa e decepcionada" com a proibição.

Além de sua cobertura normal do evento, a ABC planejava transmitir ao vivo o casamento real no canal ABC2, com comentários de integrantes do The Chaser, que é famoso por seus esquetes com políticos australianos.

Mas, o programa em horário nobre teve que ser cancelado.

A ABC afirmou que os australianos gostariam de ter uma visão alternativa do casamento real, e o grupo The Chaser afirmou que vai enviar uma carta à rainha Elizabeth 2ª, pedindo uma "suspensão da execução da sentença".

Os humoristas afirmaram ainda que a decisão britânica está fora de sintonia com a democracia moderna.

Notícias relacionadas